Clique sobre a revista para folhear
Receba nosso boletim
Busca
Enviar por E-mail
Comente
Imprimir
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Projeto de integração entre município e universidade aproxima teoria e prática e leva recursos de saúde para comunidade em Canoas
Foto: Divulgação/PMC
Turma de residentes da Ulbra passou a atuar na comunidade da Vila Getúlio Vargas; na foto uma reunião entre os integrantes do projeto


A Secretaria de Saúde de Canoas (SMS) e a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) firmaram parceria para a realização do projeto Ensino, Serviço e Saúde – A Experiência da Residência Integrada em Saúde (RIS). A articulação entre o município e a universidade é realizada na unidade de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do Bairro Mathias Velho. Dentro deste território, foi escolhida a área da Vila Getúlio Vargas para a execução do projeto. Conforme explica a diretora de Políticas e Ações em Saúde da SMS, Míria Bairros de Camargo, a seleção foi feita com base nos índices de vulnerabilidade do local.

O projeto prevê a formação de recursos humanos nas diferentes áreas da saúde. Míria explica que a distância entre a teoria pedagógica e a realidade da prática local de uma equipe Estratégica de Saúde não contempla uma formação profissional com integralidade na Atenção à Saúde. “A partir do projeto, estes profissionais em formação podem vivenciar os problemas reais de uma comunidade, o que possibilita uma produção de conhecimentos em saúde com base na realidade da população”, explica. A diretora acrescenta que, desta forma, as práticas de saúde interagem com o ensino, a pesquisa e a Atenção à Saúde, dentro dos princípios e das diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Utilizando a estrutura do ESF União, profissionais selecionados para a RIS atuam em conjunto com os agentes de saúde, contando sempre com a preceptoria dos professores da universidade e dos profissionais da SMS. A parceria atualmente conta com profissionais nas áreas médica, de enfermagem, farmácia, fonoaudiologia e assistência social. Programas como a Rede Cegonha, destinado às gestantes, e o Hiperdia, com foco em hipertensos e diabéticos, são trabalhados dentro do projeto.

Tendo a instituição de ensino assumido esta área na Vila Getúlio Vargas, foi realizado o cadastramento e a identificação da população, em 2011, e desde então, passaram a desenvolver atividades junto ao apoio do núcleo do ESF. Desde 2012, a Ulbra tem cadastro junto ao Ministério da Saúde e o projeto conta com recursos federais para o pagamento dos profissionais em formação, que cumprem carga horária de 60 horas semanais, sendo 40 horas práticas e 20 horas destinadas à pesquisa teórica.


Ficha Técnica
Título da experiência: Ensino, Serviço e Saúde – articulação do Município com a Universidade – A experiência da RIS
Município: Canoas
Apresentadora do Trabalho: Míria Elisabete Bairros de Camargo
Coautores: Luzia Fernandes Milão, Mitiyo Shoji Araújo, Leandro Gomes dos Santos

22/07/2012
Fonte: 3ª Revista Cosems/RS
Total de comentários: 0 0 comentário(s) - Clique aqui e seja o primeiro a comentar
 
Confira também:
-
Programa em Vacaria insere medicamentos fitoterápicos em farmácia municipal do SUS
-
Trabalho conjunto entre ESF e escola mantém vacinação infantil em dia em São Sebastião do Caí
-
Verão e saúde são sinônimos em Salto do Jacuí
-
Informatização facilita acesso e traz economia ao município de Osório
-
Atividades desenvolvidas na água auxiliam no fortalecimento do afeto entre pais e bebês em Campo Bom
 

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
Galeria de fotos