Clique sobre a revista para folhear
Receba nosso boletim
Busca
Enviar por E-mail
Comente
Imprimir
Imprimir
 
Compartilhe:
 
Publicada portaria que institui Relação Estadual de Plantas Medicinais de interesse do SUS/RS
Foto: Divulgação SES/RS
Foi publicada, nesta sexta-feira (22) a portaria 588/2017, assinada pelo secretário adjunto da Saúde, Francisco Paz, que institui a Relação Estadual de Plantas Medicinais de interesse do Sistema Único de Saúde no Rio Grande do Sul (REPLAME/RS). A iniciativa tem por objetivo resgatar, valorizar, ampliar e qualificar a utilização das plantas medicinais, além de promover ações para o uso da Fitoterapia nos serviços públicos de saúde.
 
"Essa portaria confere uma visão institucional aos recursos terapêuticos naturais que a população já adota, garantindo o acesso seguro e o uso correto de plantas medicinais e de fitoterápicos", salientou Francisco Paz durante o ato de assinatura, que foi realizado na Secretaria Estadual da Saúde, na quinta-feira (21), em Porto Alegre.
 
A relação foi elaborada a partir de um trabalho de três anos de pesquisa por meio do Projeto de Implementação da Política Intersetorial de Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos da Secretaria Estadual da Saúde (SES/RS) - Projeto APLPMFito/RS - financiado com recursos da Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Ministério da Saúde .  O estudo compilou  levantamentos sobre  as plantas medicinais mais utilizadas no Rio Grande do Sul, em 134 publicações de 1984 a 2015. A lista é composta por espécies vegetais nativas e exóticas que evidenciam eficácia e segurança de uso.
 
A coordenadora da Política Estadual de Práticas Integrativas e Complementares da secretaria estadual da Saúde, Sílvia Czermainski, explica que toda a revisão bibliográfica sobre as plantas feita pelos pesquisadores é coincidente com o seu uso popular. Ela cita que as espécies elencadas possuem recomendação para utilização como planta medicinal in natura , chá medicinal ou medicamento fitoterápico.
 
"Com a publicação da REPLAME/RS também haverá mais estímulo à pesquisa sobre plantas medicinais, priorizando as espécies nativas no Rio Grande do Sul", afirmou a coordenadora. Constam na lista, espécies conhecidas popularmente, como Marcela, Espinheira-santa, Carqueja, Pitangueira, Erva-de- bugre, Quebra-pedra, Guaco, entre outras.
 
Participaram do ato de assinatura da portaria, representantes da Emater/RS,  da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, de universidades,  consultores e integrantes do Projeto APLPMFito/RS  e da Coordenação de Política de Assistência Farmacêutica da SES/RS.
22/12/2017
Fonte: SES/RS
Total de comentários: 0 0 comentário(s) - Clique aqui e seja o primeiro a comentar
 
Confira também:
-
Portaria nº 3.815 habilita o município a receber recursos de capital destinados à aquisição de equipamentos para qualificação do atendimento em saúde bucal
-
Portaria SES nº 592/2017 define os valores do financiamento com recursos estaduais dos incentivos previstos na Resolução CIB/RS Nº 206/2017 e Portaria SES/RS nº 359/2017, a serem repassados aos hospitais sob gestão municipal e aos Hospitais Públicos da Administração Direta
-
Portaria nº 3.758 habilita Erechim a receber recursos destinados à aquisição de equipamentos e materiais permanentes para estabelecimentos de saúde
-
Portaria nº 3.759 habilita Novo Hamburgo a receber recursos federais destinados à aquisição de equipamentos e materiais permanentes para estabelecimentos de saúde
-
Portaria nº 3.761 habilita Nova Petrópolis, Porto Alegre e Quaraí receberem recursos referentes ao incremento temporário do Limite Financeiro da Assistência de MAC
 

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
Galeria de fotos