Diário da Saúde mantém histórico dos pacientes atualizado e reduz custos

A preocupação com o controle de medicamentos dispensados pela Farmácia Municipal de Candelária e a duplicação de exames realizados pelos moradores desafiaram a Secretaria da Saúde a criar um banco de dados constantemente atualizado, com informações que possibilitem o monitoramento do estado de saúde dos pacientes pela internet. O sistema “Diário da Saúde” começou a funcionar em julho de 2009 no município localizado na Região Central do Estado.

A duplicação de requisições de exames e medicamentos retirados por um mesmo paciente agora faz parte do passado. Segundo estimativa da Secretaria, até o primeiro semestre de 2013 foi registrada economia de 25% com o controle de atendimentos. “A rotina diária ganhou em agilidade, transparência e controle”, contextualiza a secretária da Saúde Aline Trindade. “A duplicidade de atendimentos causava um elevado custo ao município, pois o mesmo paciente consultava três, quatro vezes durante o mês, retirando medicamentos duplamente ou repetindo exames que já haviam sido solicitados por outros profissionais.”

O projeto informatizou as onze Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e otimizou a entrada e a saída de medicamentos da Farmácia Municipal. A exportação de dados para os programas do Ministério da Saúde é feita de forma direta: o serviço, que antes mobilizava até dez profissionais durante duas semanas, agora é finalizado em dois dias e envolve apenas duas pessoas. “Reduzimos consideravelmente os custos com a compra de medicamentos, pois passamos a trabalhar com estoque mais baixo pelo fato de sabermos exatamente o que precisamos comprar e em qual quantidade”, constata.

Os profissionais de saúde cadastrados no sistema podem acessar o prontuário eletrônico pela rede de computadores conectados à internet disponibilizados nas unidades de saúde, num total de 82 pontos de acesso. Grazieli Priebe, diretora do departamento de gestão da Secretaria da Saúde e uma das coautoras do projeto, acompanhou o nascimento do “Diário da Saúde”, desde a capacitação de recepcionistas, técnicos e médicos até a implantação e o monitoramento dos resultados. “Estamos em permanente capacitação. Sempre que há uma atualização do sistema ou troca de profissionais, nós retornamos às unidades de saúde para passar novas orientações”, diz.

Os pacientes, que antes precisavam buscar os exames no laboratório para depois apresentar os resultados ao médico, em uma nova consulta, passaram a contar com a agilidade proporcionada pela internet. Após realizar o exame, o laboratório pode acrescentar o resultado diretamente no prontuário eletrônico do paciente, atualizando as informações do banco de dados único da Secretaria da Saúde. Assim, o médico pode visualizar os resultados dos exames independentemente de onde estiver, bem como consultar imediatamente a disponibilidade de medicamentos na Farmácia Municipal. As receitas e os atestados são emitidos por impressora, garantindo mais clareza à  orientação passada pelo profissional.

A secretária projeta um melhoramento do sistema. “Uma de nossas metas é disponibilizar informações da entrada e da saída de pacientes do hospital, assim como o motivo da internação”, adianta. A evolução do prontuário também prevê que os usuários passem a acessar diretamente pela internet serviços como agendamento de consultas, resultados de exames, lista de espera e de medicamentos. 

A última unidade a ser modernizada foi o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), onde estão sete computadores conectados à internet, o que eleva o município de 30 mil habitantes à condição de ter todos os serviços de saúde funcionando de forma informatizada no início do segundo semestre de 2013. A Secretaria ainda planeja comprar tablets para que as 25 agentes comunitárias tenham acesso ao sistema, o que possibilitará fazer o cadastro do paciente e iniciar o mapeamento, via Sistema de Posicionamento Global (GPS), durante os atendimentos realizados nos deslocamentos pelo município.

Serviços facilitados pelo Diário da Saúde

- Agendamento de consultas e exames.
- Registro de atendimentos médicos, ambulatoriais e odontológicos.
- Consulta e dispensação de medicamentos na Farmácia Municipal.
- Controle de veículos e lista de viagem.
- Descentralização das autorizações de exames para as UBSs.
- Visualização rápida e fiel dos indicadores de saúde da população.

Ficha Técnica

Título da experiência: Informatização da Secretaria Municipal de Saúde - Diário da Saúde
Município: Candelária
Apresentadora do Trabalho: Aline Gewehr Trindade
Coautores: Caio Cezar Wohlenberg Pires, Grazieli Juliana Priebe e Regina Soares

Fonte: Revista COSEMS/RS 5ª edição